Dinheiro,  Economia,  Finança

Como manter a disciplina financeira em tempos de crise

Normalmente, a partir de uma crise econômica é que as pessoas passam a se preocupar em organizar suas finanças. E, claro, que esse pensamento faz todo o sentido. Afinal, ao lidar com momentos emergenciais é que entramos em choque com a realidade para reavaliarmos uma série de decisões — inclusive, aquelas que são relacionadas à vida econômica. 

Planejamento, disciplina e foco permitem saber como direcionar as suas despesas e as suas receitas em uma só direção, minimizando possíveis dívidas, resultando em um bem-estar financeiro. 

Pensando em como organizar finanças em momentos de crise, vamos apresentar algumas orientações bem fáceis e básicas de serem aplicadas no seu dia a dia. 

O importante é que você entenda, de uma vez por todas, como organizar sua vida financeira — ainda que sejam “tempos normais” no Brasil! Vamos lá?

Disciplina e finanças em momentos de crise: qual a importância

A importância de ser disciplinado é que através de um planejamento financeiro, você terá mais cuidado com relação aos custos fixos e variáveis. Também será possível, com o tempo, você ter uma reserva emergencial que poderá ser usada para como:

A partir do momento que você souber como organizar a sua vida financeira, todos seus desejos podem ser alcançados em um curto prazo de tempo. Já o medo da inadimplência e do acúmulo de dívidas, estarão cada vez mais distantes da sua realidade.

Três dicas para controlar as finanças em tempos incertos

Pensando em facilitar sua vida e conseguir total controle das suas finanças em momentos incertos, seguem três dicas essenciais a serem seguidas:

  • Corte os gastos supérfluos;
  • Procure negociar todas as suas dívidas o quanto antes;
  • Tenha cuidado com pequenos gastos.

Corte gastos não essenciais

Lembre-se de quais são as suas prioridades estabelecidas através do seu planejamento financeiro, por isso, corte todos os gastos que não são essenciais. Por exemplo, caso você não consiga se controlar diante de uma loja com letreiros grandes escrito “Sale” no shopping, que tal evitar passeios nesses locais?

Evite ter gastos supérfluos e que só dificultam seguir o seu orçamento original. Seja fiel e procure não se esquecer dos seus objetivos iniciais para se manter tranquilo em momentos de crise. 

Negocie dívidas o quanto antes

Você tem dívidas? É lógico que a melhor forma é quitá-las o quanto antes para que seu planejamento financeiro dê certo! 

O grande problema é que ter dívidas, não compromete apenas a sua saúde financeira, como também a mental. Por isso, encontre maneiras de evitar essas pendências ou quando não puder, tente pagá-las o mais rápido possível.

Um exemplo clássico é o cartão de crédito. Quanto mais prorrogamos para pagar a fatura, mais juros serão atrelados a essa conta. Por isso, se existir mais alguma despesa nessa mesma situação, busque formas de renegociar esses débitos. Seu planejamento financeiro pessoal agradecerá!

Se você já possui uma dívida com altos juros, como a do cheque especial e não teve sucesso ao negociá-la, ainda pode optar por um empréstimo com juros baixos. Uma ótima opção é o empréstimo com garantia, que pode ser de imóvel ou de veículo.

Preste atenção em pequenos gastos

Primeiro é importante compreender quais são os seus pequenos gastos, normalmente essas despesas são do nosso seu dia a dia, mas que não recebem a mesma atenção de outras contas “mais altas”. Um exemplo clássico, é o clássico cafezinho após almoço.

Outro detalhe é repensar custos com TV a cabo, internet, planos de telefonia, que em algumas situações nem são usados e podem fazer diferença nos momentos de crise. 

Essas despesas podem parecer baixas ou irrelevantes, mas a longo prazo, elas podem fazer diferença no seu planejamento financeiro. Por isso, tenha cuidado e reflita o que pode ser reduzido ou eliminado. 

Não dispense um bom planejamento financeiro

É importante sempre lembrar que um planejamento financeiro bem executado, auxiliará na conquista do seu objetivo: a de priorizar seu tempo, dinheiro e ter ciência dos recursos necessários, para evitar possíveis dores de cabeça nos momentos de crise.

Se prepare para momentos incertos

Estar preparado para momentos incertos, possibilita que você esteja organizado e tenha suas finanças como prioridade em qualquer momento da sua vida. 

Ainda que o país não esteja em crise, esse cuidado permite evitar grandes problemas, além de poder aproveitar melhor o seu dinheiro quando estiver indo tudo bem.

Mesmo assim, é sempre bom enfatizar que estar com suas finanças organizadas pode minimizar possíveis impactos, como ter uma reserva financeira caso você tenha perdido seu emprego. Outro ponto a destacar é a tranquilidade, porque com saúde mental é muito mais fácil lidar com problemas e, claro, evitar novas dívidas.

Consciência e disciplina

Para tanto, como é possível notar no artigo, que o fundamental para lidar com a crise é ter consciência, disciplina e seguir seu planejamento financeiro, garantindo o equilíbrio nas contas. 

Você concorda com essa afirmação? Deixe nos comentários abaixo a sua opinião!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *